Naquela estação

Naquela estação

A linda melodia traz versos singelos sobre a experiência da despedida, tendo sido composta por Caetano Veloso, João Donato e Ronaldo Bastos, e lançada oficialmente por Adriana Calcanhoto em 1990.

Caetano Veloso (1942) é considerado um dos maiores ícones da Música Popular Brasileira (MPB), além de um dos criadores do Movimento Tropicalista no país, que reuniu outros nomes como Gal Costa e Gilberto Gil, propondo-se a integrar ritmos regionais e guitarras elétricas à MPB.  Em seu repertório, Veloso tem canções de grande destaque como “Sozinho” (da qual ele é intérprete e cuja composição foi feita por Peninha), “Leãozinho”, “Você é linda” e “Sampa”, e já ganhou premiações como “Grammy Awards”, “Grammy Latino” e “Música Brasil”.

João Donato (1934) é conhecido especialmente por sua criatividade e paixão na realização de fusões entre o jazz e as melodias latinas. Ele tem composições singulares como “Amazonas”, “Lugar Comum” e “Nasci para Bailar”, e a música conserva seu vigor há décadas. Donato é o único remanescente de uma geração de músicos de múltiplas nacionalidades que, na década de 70, estiveram lado a lado em Clubes de Jazz dos Estados Unidos, e da qual também fizeram parte Rosinha de Valença e Tom Jobim, representantes do Brasil! 

Ronaldo Bastos (1948) integra a União Brasileira de Compositores (UBC) e é um letrista, versionista e produtor admirado pela beleza e sensibilidade metafórica de suas criações. Entre as obras que ele realizou em conjunto durante a carreira estão: “Fé cega, faca amolada”, “Nada será como antes” e “Cravo e canela”, feitas com Milton Nascimento; “Um certo alguém”, criada com Lulu Santos; “Sonho real” estruturada com Lô Borges; e “Todo azul do mar”, desenvolvida em parceria com Flávio Venturini.